Cão Carioca - Passeios sempre seguros!

Um passeio canino deve ser divertido, animado, energizado, e didático, mas principalmente deve ser um passeio seguro!


E por isso, quando criamos a rede Cão Carioca em 2016, colocamos a segurança como o valor número 1, acima de todos os demais valores e pontos de atenção:


VALORES Cão Carioca:


1. Segurança no trabalho;

2. Especialização constante;

3. Alto nível de qualidade nos serviços;

4. Uso da tecnologia em favor dos cães;

5. Colaboração constante entre rede e clientes;

6. Inovação e Criatividade;

7. Visão de Longo Prazo.


Mas como garantir a segurança nos passeios?

O manual do Passeador do Cão Carioca conta com algumas dicas e instruções, que se seguidas reduzem o risco de incidentes e acidentes para próximo de 0%.



Riscos da Profissão:

  • Mordidas de cães de clientes, ou de cães de rua; (Todo passeador deve realizar profilaxia de Pré-exposição a raiva (Hidrofobia) o quanto antes possível;

  • Excesso de desgaste físico (manter sempre boa saúde, boa alimentação, e hidratação constante);

  • Lesões por movimentos repetitivos (importante alongamento, antes do começo dos passeios) ou por mal manuseio das guias;

  • Quedas por puxão forte do cão, ou escorregões em dias de chuva ou com piso molhado.


Riscos durante um passeio e suas medidas de prevenção:

  • Ataque de outros cães soltos;

  • Fuga por questões de falha de equipamento ou erro do passeador;

  • Atropelamentos;

  • Envenenamento por inalação (ex.: canteiro de plantas com venenos);

  • Queima das “almofadinhas” das patas em horários de muito calor;

  • Comer objetos inadequados, durante o passeio: guimba de cigarro, chicletes, ossos, dentre outros

  • Má observação do passeador e falta de orientação dos proprietários dos cães no caso de fêmeas no CIO, cadelas no cio não saem a rua por questão de segurança; já que atraem outros machos ao sem entorno, podendo gerar brigas de acasalamento. Alguns cães, podem atacar porteiros, ajudantes etc.

  • Uso de celular errado, em horário de atendimento ao cliente (o uso de celular DURANTE o passeio é proibido pois gera distração e, é uma das causas de acidentes por escape, além de aumentar riscos de assaltos e furtos.

  • Deve estar atendo a outros cães, principalmente aqueles que apresentam agressividade, protegendo sempre o cliente;

  • Deve estar atento ao trânsito a seu redor, evitando assim atropelamentos;

  • Evitar conversar com pedestres durante os passeios;

  • Cuidado ao abrir e fechar portas de elevadores em prédios;


O que nunca fazer em um passeio:

  • Nunca andar com os cães soltos, sem guia;

  • Nunca deixar os cães amarrados em entradas de prédios ou portarias;

  • Nunca andar em locais que possam queimar as patas dos cães;

  • Nunca entrar em zona de risco elevado de violência ou pessoas armadas com o cão;

  • Nunca deixar de informar a central por qualquer ocorrência fora do normal;


O que fazer antes, durante, e depois de cada passeio:


Antes dos passeios:

  • Chegar na casa do cliente 10 minutos antes do horário do passeio;

  • Inspecionar se as guias e coleiras estão em bom estado de uso, principalmente nas articulações e junções;

  • Inspecionar se o cão está com algum sinal de ferida, machucado, ou qualquer outro sinal que indique algum problema de saúde;

  • Deixar o app do GPS preparado para uso, para o ativar assim que sair da casa do cliente com o cão, ainda quando estiver dentro de local fechado e seguro;


Durante os passeios:

  • Estar atento a seu entorno, e aos riscos nativos da rua;

  • Estar atento ao chão, e a possíveis objetos que o cão possa querer pegar e/ou inalar ou ingerir;

  • Estar atento a respiração, batimento cardíaco, e outros sinais de fadiga.

  • Calibrar o ritmo ideal, pouco a pouco, de acordo com o perfil do cão, e a meta do passeio.

  • Resistir ao desejo de dar uma conferida no celular durante os passeios. O foco é o cão e a rua, e não o celular;

  • Estar atento a guia, e a possíveis pontos de ruptura que possam surgir durante os passeios;

  • Estar atento a atitudes suspeitas de terceiros, assim como locais onde a passagem não seja aparentemente segura para o cão e o passeador;

  • Estar atento a ruas, sinais, carros, motos etc.;


Após os passeios:

  • Ao devolver o cão na casa do cliente, inspecionar novamente o cão, para observar se o cão está com algum sinal de ferida, machucado, ou qualquer outro sinal que indique algum problema de saúde;

  • Finalizar o passeio no GPS, quando estiver dentro de local fechado e seguro, dentro do condomínio, prédio, ou casa do cliente.

  • Avisar no sistema central que o passeio foi realizado, marcando a opção “presente”;

  • Sempre que possível, avisar a equipe ao final do dia, pelo grupo do WhatsApp no Cão Carioca, na sua respectiva regional.

A rede Cão Carioca é uma rede de serviços domiciliares profissionais para cães, fundada em 2016 por Martin Cordoba e Camila Cordoba.


  • Oferta aos clientes do Rio de Janeiro serviços:

  • Dog Walker;

  • Adestramento Comportamental Urbano;

  • Hospedagem & Daycare/Creche

  • E serviços auxiliares, como Banho e Tosa em casa, Taxi Dog.


Tem também guias e coleiras profissionais para venda!

MISSÃO

Tornar a convivência urbana entre o nós e nossos melhores amigos caninos, a mais saudável e feliz possível para eles, retribuindo todo o carinho, amizade e proteção que eles nos proporcionam incondicionalmente, nos baseando em empatia, carinho e amor, mas indo muito além, e utilizando informações científicas e melhores práticas em cuidados caninos urbanos modernos.


VISÃO

Ser referência em serviços especializados de cuidados caninos nos grandes centros urbanos.

Tem o recorde nacional de avaliações públicas positivas (Google, Facebook e Instagram): 450+

Site para contato: www.caocarioca.com.br

WhatsApp para contato: 21 97338-4162

E-mail para contato: atendimento@caocarioca.com.br

0 comentário